quinta-feira, junho 09, 2011

Aguas abertas

Como não tinha grande coisa para fazer hoje á tarde fui então tentar a minha sorte com uma pesca de boia.
A sardinha era pouca cerca de 2,5kg mas que se lixe vou na mesma e lá fui eu caminho fora.
Chegado ao pesqueiro já em mente a algum tempo deparei-me com as aguas muito abertas dava para ver o fundo todo só não se via peixe algum.
Entretanto chega dois colegas e vem ter comigo e perguntam ,(estás com coragem para descer a arriba)
a qual eu respondo não sei se vale a pena as aguas estão muito abertas.
Conversa puxa conversa lá descemos arriba.
Eles foram pescar á chumbica e eu fui fazer o engodo.
Quando comecei a pescar já estava sozinho,pois os meus colegas estavam a correr os buracos todos para ver se livram da grade.
Já ia com duas horas de pesca quando eles voltam para junto de mim e já se comentava em tons de brincadeira (AGORA TEMOS QUE CARREGAR AS GRANDES PARA CIMA).
Nisto ferro um peixe sem saber pois nem sequer estava a olhar para a bóia,quando sinto a estocada levanto a cara o fio estica e lá estou eu a ouvir a musica que nos pescadores gostamos.
ZZZZZZZZZZZzzzzzzzzzzzzzz e deu para ver que era um peixito bom o coração começa a bater forte.
Mas depressa se rendeu.
Já em seco deparei com um robalo-te quileiro.
Nada mau já não carrego a grade para cima .
Mais 30 minutos já não tinha engodo nem iscas e lá venho embora com um quileiro no saco.

1 comentário:

  1. Ola Pedro
    A tornado não pára, qualquer dia compro uma
    belo robalo para o saco
    abraço

    ResponderEliminar